anúncios

Mãe Avisa Outros Pais Para “Terem Cuidado” Depois de Descobrir Bolhas Vermelhas Dentro da Boca de Seu Filho de 1 Ano

links patrocinados

Descobrir problemas de saúde que afetem seu filho é uma das experiências que mais parte o coração dos pais. Quando Samantha Rodgers, uma mãe de Iowa, descobriu contusões avermelhadas e bolhas na boca de seu filho de apenas 1 ano, ela ficou extremamente preocupada com o bem-estar da criança.

anúncios

Quando Rodgers levou seu filho no médico, ele foi diagnosticado com uma gripe comum. No pior dos casos, o médico disse que ele poderia ter contraído a doença da Mão, Pé e Boca (HFMD). A mãe pareceu aliviada com o diagnóstico, até que o quadro de seu filho, chamado Juliano, piorou. Os sintomas se agravaram: as bolhas se espalharam até o estômago e pescoço, as dores se intensificaram.

anúncios
anúncios

anúncios

O próximo passo, era testar Juliano para HSV, também conhecida como herpes simplex tipo 1. Para choque da mãe, o resultado do exame foi positivo. Rodgers não faz a menor ideia de como seu filho possa ter contraído esse vírus, mas foi alertada pelos médicos que o contágio é muito fácil. A maioria das pessoas contrai herpes por contato, saliva e até mesmo, em casos menos comuns, por manusear objetos que uma pessoa infectada tenha tocado.

Apesar da mãe não fazer ideia de que alguém ao redor de seu filho tinha herpes, essa infecção poderia ter sido causada por um abraço ou um beijo que alguém tenha dado na criança. Bebês tem mais chance de contrair herpes porque o seu sistema imunológico ainda não está totalmente desenvolvido.

Rogers está de coração partido por seu filho, porque ela sabe que a herpes não pode ser totalmente curada e será um problema para toda a vida de Juliano.

anúncios

Quanto ao bebê, ele está recebendo tratamento para herpes, e deverá voltar para casa logo e continuar o tratamento lá. Rogers está divulgando sua história para alertar aos demais sobre o que aconteceu com seu filho, Juliano. Ela aconselha outros pais que sejam extremamente cuidadosos em relação a quem segura seus filhos, na esperança de prevenir outro caso de herpes infantil, já que qualquer um pode estar infectado. Ela também alerta aos outros que higienizem suas casas, brinquedos e demais objetos ao redor da criança com frequência, para prevenir que o vírus se espalhe.

Apesar da condição do Juliano ser para a vida toda, isso não significa que ele sempre terá as erupções, já que elas nem sempre acontecem. Sua mãe está rezando pelo melhor em relação a essa nova condição e alerta outros para que tenham cuidado.

Você sabia que um bebê podia contrair Herpes? Mostre esse artigo para sua família e amigos para que o alerta dessa mãe chegue o mais longe possível! Se apenas um caso como o do Juliano possa ser prevenido, terá valido a pena.