Revolução Grisalha: diga adeus às tinturas! O cabelo branco, agora, é a moda!

As madeixas brancas estão em alta e é muito comum se deparar com uma mulher assumidamente grisalha. Elas estão chegando a conclusão de ousarem e optam por exibir seus prateados em vez de permanecer escravas de combinações estéticas.

REVOLUÇÃO GRISALHA

A disposição das mulheres em assumir os cabelos prateados chegou na Europa natural dos estados Unidos e viralizou depois de alguns anos. As mulheres de 30 e 40 anos, divulgaram em sites pessoal como “Revolution Gray” (Revolução Grisalha), pois, realmente estão fartas de ter que se submeter a pinturas constantemente e agredir seus cabelos com químicas que estão presentes nas tinturas de cabelo.

Escritora e jornalista especializada em moda, Sophie Fontanel tomou essa decisão cerca de 2 anos e se despediu de tinturas e agora deixou seu cabelo ficar naturalmente platinado. Ela entende quem antes de mais nada é uma questão estética.

A jornalista  decidiu há dois anos dar adeus à tintura e deixar seu cabelo ficar naturalmente branco. Para ela, trata-se, antes de mais nada, de uma questão estética. Ela reaquista o lado militante de sua escolha e, dessa forma, decidiu transformar a própria experiência em algo interativo, quando divulga frequentemente suas fotos mostrando os múltiplos estágios de crescimento de seus cabelos brancos.

“Sabia que geraria interesse, mas não a tal ponto! Recebo uma grande quantidade de mensagens em privado que me dizem: ‘olha, também fiz isso’. E me dou conta de que inspirei muitas outras mulheres”, celebra.

Os cabelos brancos estão na moda e cada vez mais mulheres optam por deixar de pintar as madeixas para assumir uma cabeleira prateada, livrando-se da escravidão das convenções estéticas baseadas no culto à eterna juventude

No mundo da moda, alguns famosos aderiram a ideia. A americana Kristen McMenamy, modelo dos anos 1990 conhecida por seu jeito andrógino, decidiu assumir as madeixas grisalhas aos 40 anos. E ainda alcançou as estrelas como Lady Gaga e Rihanna, que tingiram os fios com essa cor.

“Para as mulheres, os cabelos brancos sempre foram malvistos do ponto de vista estético, já que eram exclusivamente associados à decadência física. Junto com o prolongamento da expectativa de vida e com a afirmação progressiva das mulheres em todas as profissões e nos meios de comunicação, as coisas mudaram: um sinal de envelhecimento se converte em uma opção estética como outra qualquer”, explica o sociólogo Frédéric Godart.

Mesmo assim, os cabelos brancos das mulheres ainda não são valorizados como no caso dos homens, “percebidos de maneira positiva, por exemplo, como um sinal de sabedoria”, lembra o sociólogo.

E a pressão social permanece fortemente ativa: a escritora Tatiana de Rosnay descreveu à Paris Match, em 2016, que foi vítima de ironias depois que parou de pintar seus fios brancos.

Deixe sua opinião sobre esse assunto.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: