Mapa da Acne – localização das espinhas revela como anda sua saúde

Pela imagem do mapa da acne vocês poderão ter a divisão do rosto em áreas específicas onde a “bendita” acne ou espinha surge. Cada zona corresponde a um problema diferente, listado abaixo, vamos conhecer a origem de cada um agora! Veja!

Zonas 1 e 3: Bexiga e Sistema Digestivo (ou Digestório)— Melhore sua dieta e beba mais água. (isso incluíria reduzir doces, frituras, refrigerantes, etc).

 

Zona 2: Fígado — Tente cortar ou reduzir o consumo de álcool, comidas gordurosas e derivados de leite. Essa área também indica alergia alimentar.

Zonas 4 e 10: Rins — Tenha certeza que você se mantém hidratada com água! Corte ou reduza líquidos que te desidratam, como refrigerantes, café e álcool.

Zonas 5 e 9: Sistema Respiratório — Quem fuma ou tem alergias respiratórias tende a ter acne nessas áreas.

Zonas 6 e 8: Rins (novamente) — Pontinhos pretos nessas áreas refletem desidratação. Beba mais água.

Zona 7: Coração — Cheque a sua pressão arterial e certifique-se que não está usando maquiagens que irritam a sua pele.

Zona 12: Estômago — Considere fazer uma dieta desintoxicante ou adicionar mais fibras à alimentação para colaborar com o processo digestivo.

Zonas 11 e 13: Hormônios — Stress e mudanças hormonais podem causar acne, o que pode ser minimizado pelo consumo constante de água, e algumas porções de folhas escuras. Porém, se você tem acne nessas áreas de forma constante, marque um horário com seu clínico geral ou com o ginecologista, para uma eventual necessidade de reposição hormonal (ou mesmo a troca ou indicação de pílula anticoncepcional). Uma curiosidade é que o aparecimento de acne nessas áreas indicam o período da ovulação, e também o lado do ovário que está ovulando!

Zona 14: Doenças em geral — Acne nessa área pode ser um sinal de que seu corpo está combatendo alguma bactéria que pode vir a causar alguma doença. Tome bastante líquido para que o corpo elimine a bactéria o quanto antes!
Claro que essas informações não substituem o diagnóstico de um dermatologista, mas confesso que é um bom ponto de reflexão e que não custa nada fazer um teste!

Comments

comments

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta