Cubos de Caldo, um Veneno em Sua Mesa. Entenda o perigo!!!

Com toda a certeza, já percebeu como aqueles caldos em tablete que se vendem nos supermercados possuem uma infinidade de sabores, tem de carne, galinha, costela, bacon, picanha e até legumes.

A toda hora surge um novo sabor com a promessa de deixar sua comida mais saborosa, mas há um porém: esses tabletes são um alimento industrializado, cheio de produtos químicos.

E nesse quesito entram corantes, realçadores de sabor (o temível glutamato monossódico), aromatizantes e a exagerada – e preocupante – quantidade de sódio.

Ou seja: uma bomba sódica!!!

Segundo a OMS – Organização Mundial de Saúde, a dosagem recomendada diariamente ao consumo humano é de 5 gramas. Aproximadamente uma colher de chá cheia.

Para você entender melhor, cada grama de sal contém 400 miligramas de sódio. E os médicos recomendam que a cota diária de sódio deve ser de 2.000 mg.

Com esses dados todos, você deve estar se perguntando qual a quantidade de sódio que tem em um tablete de caldo desses, não é mesmo?

Veja:

Se for caldo de carne, são 993 miligramas de sódio
Se for de frango, 1.038 miligramas
Se for de legumes, 900 miligramas,

O que significa que um tablete contém aproximadamente metade do que uma pessoa deve consumir de sal por dia.

Como ninguém passa o dia todo sem consumir sal depois de ter ingerido alimento com caldo desses, a cota diária estoura rapidamente.

Mas o maior perigo que os caldos em tablete possuem é o glutamato monossódico, uma substância relacionada à obesidade e ao Alzheimer, além de ser tremendamente nocivo para os neurônios.

Isso porque o glutamato monossódico é neurobloqueador do hipotálamo, uma região do encéfalo que controla o apetite, fazendo a pessoa ingerir mais quantidade de comida do que necessita.

Assim, não é difícil entender porque tem tanta gente obesa hoje em dia. E não são somente os adultos com problemas de obesidade, mas são justamente as crianças as principais vítimas dos alimentos industrializados, a tal “comida de plástico”.

Por isso, o melhor que você tem a fazer é preparar seu próprio caldo em casa.

Confira duas receitas bem simples e saborosas:

Caldo de ervas:

Coloque ervas secas – salsa, orégano, alecrim e manjericão, por exemplo – em formas de gelo.

A seguir, adicione azeite de oliva e leve as formas ao congelador. Depois que congelou, retire os cubos que se formaram das formas e guarde em um saco plástico no congelador.

Assim, sempre que for cozinhar, utilize um cubo aromatizado para temperar sua comida.

A outra receita é feita com ervas frescas.

Bata no liquidificador 1 colher de sopa de vinagre branco, 1 pitada de sal, 1 pimentão sem as sementes, 1 maço pequeno de salsinha, 1 maço pequeno de cebolinha, 2 dentes de alho sem casca e 1 cebola grande.

Depois que bateu bem, coloque a mistura nas formas de gelo e leve ao congelador, repetindo o mesmo procedimento anterior.

Para finalizar, mais uma receitinha: numa panela, coloque 1 litro de água, 2 dentes de alho, 1 cebola média, 1 ramo de alecrim, 1 maço de salsinha, 1 maço de cebolinha, 1 pé de espinafre (as folhas picadas), 1 cenoura grande, 1 alho-poró e 2 tomates. Depois que bateu, repita o mesmo procedimento dos itens anteriores.

Comments

comments

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta