Dica para as mamães: a couve reduz a dor e o desconforto no local da vacina em bebês

 

Para aliviar o desconforto no local da vacina, a dica é fazer uma compressa com folha de couve.

Quem é mãe sabe a importância de vacinar seus filhos e manter a carteira de vacinação dos pequenos em dia.

Isso porque, é melhor prevenir uma doença do que tratá-la, correto?

 

As vacinas possuem os mesmos antígenos (ou parte deles) que provocam doenças.

Porém, apesar dos pontos positivos para a saúde, algumas vacinas provocam reações na pele das crianças, como dor, inchaço, vermelhidão e até mesmo febre.

Esses sintomas geralmente aparecem algumas horas após a aplicação e podem permanecer por até três dias.

 

Embora sejam normais, devido a incisão da injeção no músculo, os sintomas são desconfortáveis e preocupam as mães que precisam consolar seus filhos.

 

Felizmente existem alguns truques naturais que podem ajudar a aliviar a dor e o desconforto no local da vacina.

 

Um exemplo é a couve gelada, que, apesar de não existir comprovação científica, muitas mães utilizam essa dica caseira.

Acredita-se que a folha de couve alivia a sensação de dor e inchaço.

 

Além disso, contém vitamina C, que é essencial para prevenir infecções na pele.

 

Compressa de couve fria

Coloque uma folha de couve gelada e muito bem higienizada, sobre o local da vacina.

 

Depois prenda com uma fita micropore e deixe por algumas horas.

 

Fita micropore: é uma fita para fixação de curativos desenvolvida com o máximo de suavidade para não deixar resíduos ou irritações na pele – compra em farmácias.

 

Observação: evite band-aid ou esparadrapo, pois esses podem fixar demais na pele e causar irritação na hora de remover.

 

Compressa de couve quente

Coloque as folhas de couve (devidamente higienizadas) em um tecido fino, aqueça no forno por cinco minutos e depois aplique a folha morna sobre o local dolorido.

 

Faça o mesmo procedimento acima, fixando com uma fita micropore.

 

Importante

Não é recomendado usar pomada, cremes ou loções no local da vacina, pois isso pode causar uma infecção.

 

Cuida também para a criança não coçar a região, pois as unhas contém bactérias e sujeira que podem infeccionar o local e agravar os sintomas e reações.

 

Além disso, em casos de febre por mais de três dias, consulte um médico, pois a criança pode ser alérgica a algum composto da vacina

Comments

comments

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta