O que causa pedra na vesícula? Sintomas, causas e como eliminar

No entanto, essas pedras podem variar em tamanho e quantidade: algumas podem ser do tamanho de um grão de areia e outras podem ser tão grande quanto uma bola de golfe. Ao mesmo tempo, alguns pacientes apresentam apenas uma vesícula biliar formada, enquanto outros podem desenvolver várias.

Os cálculos podem surgir em três situações, envolvendo a bile, que é o fluido produzido no fígado e armazenado na vesícula biliar, responsável por auxiliar o processo de digestão da gordura:

  • Há muito colesterol na bile: o excesso de colesterol na bile não pode ser eliminado, levando à formação de cálculos;
  • A bile contém muita bilirrubina: ocorre quando há um problema no fígado ou no sangue que causa alta produção de bilirrubina;
  • Bile concentrada: ocorre quando a vesícula biliar não consegue eliminar o conteúdo biliar, a bile é muito concentrada, o que favorece a formação de cálculos vesicais;

Sintomas do cálculo biliar

Normalmente, os cálculos da vesícula biliar, eliminados pelas fezes não causam sintomas e não requerem tratamento. No entanto, quando são grandes, podem ficar presos nos ductos biliares e causar inflamação da vesícula biliar, que se caracteriza por forte dor abdominal que pode durar até 5 horas.

Nesse caso, a dor pode se espalhar para as costas, principalmente após as refeições, e ser acompanhada por sintomas como febre, amarelecimento da pele e olhos brancos, abdome inchado, fezes de cor clara, náuseas e vômitos.

A colelitíase não é grave e geralmente pode ser tratada com medicamentos e uma dieta com baixo teor de gordura. A cirurgia da vesícula biliar é usada apenas nos casos mais graves.

Causas da pedra na vesícula

o que da pedra na vesícula

1.Dieta rica em gordura

A bile é responsável por auxiliar o processo de digestão da gordura. No entanto, em uma dieta rica em gordura e pobre em fibras, o excesso de gordura acabará por levar à digestão incompleta da gordura. Portanto, a formação de cálculos de colesterol na vesícula biliar é mais provável de ocorrer, que é o tipo de cálculo mais comum.

2.Sobrepeso ou obesidade

Pessoas obesas ou com sobrepeso geralmente têm níveis mais altos de lipoproteína de baixa densidade (LDL), também conhecida como colesterol ruim, e a bile não consegue dissolver todo o colesterol, o que leva à formação de cálculos biliares.

3.Cirrose

Na cirrose hepática, a produção de bile no fígado é danificada, a bile não pode funcionar no corpo e leva à formação de cálculos na vesícula biliar. Consumo excessivo de álcool, ou uso prolongado de medicamentos como (ceftriaxona) pode causar cirrose hepática. Ceftriaxona é um antibiótico usado para tratar infecções bacterianas. Devido à sua toxicidade, pacientes com doença hepática devem redobrar os cuidados;

4.Sedentarismo

Sedentário é a pessoa que não pratica nenhum tipo de exercício físico, que contribui para o acúmulo de gordura abdominal, e aumento do colesterol, levando à formação de cálculos;

5. Diabetes

O diabetes tem uma alta concentração de triglicerídeos, o que aumenta a probabilidade de aparecimento de cálculos;

6.Gravidez

A presença de cálculos na vesícula biliar é mais frequente durante a gravidez, pois as alterações hormonais vão diminuir a velocidade de esvaziamento da vesícula biliar, promovendo o acúmulo de colesterol no organismo.

Uso prolongado de anticoncepcionais

O uso de anticoncepcionais pode aumentar o teor de estrogênio, estimulando a precipitação de colesterol e o relaxamento da vesícula biliar, além de promover a precipitação de colesterol e sais. Portanto, as mulheres são mais propensas a ter cálculos biliares.

Pedra na vesícula o que comer

pedra na vesícula o'que comer

Alimentos permitidos durante a crise:

Durante a vesícula biliar, é recomendado ingerir alimentos ricos em água e com baixo teor de gordura, como:

  • Frutas, como maçã, pera, pêssego, abacaxi, melancia, morango, laranja, kiwi, figo, cereja, amora, melão ou framboesa;
  • Vegetais, especialmente cozidos;
  • Aveia e cereais integrais, como arroz, macarrão ou pão integrais;
  • Tubérculos, como batata, inhame, batata-doce ou mandioca;
  • Leite e derivados desnatados, dependendo da tolerância de cada pessoa;
  • Bebidas vegetais, como leite de arroz, de amêndoa ou aveia;
  • Carne magra, como frango sem pele, peixes e peru;
  • Muita água, e sucos;

Além dos alimentos, deve-se atentar também para o tipo de preparo dos alimentos, e preferir pratos cozidos, no vapor e grelhados, pois essas formas não requerem adição de gordura.

Tratamento pedra na vesícula

Existem dois tratamentos possíveis para cálculos biliares. O primeiro envolve apenas o consumo de medicamentos para dissolver as pedras na vesícula biliar. No entanto, esses remédios podem levar até dois anos para fazerem efeito. Leia também: Quais são os sintomas de deficiências nutricionais e tratamento.

Além de não serem capazes de se livrar da pedra, sempre havendo o risco de que a mesma retorne com o tempo. Portanto, a cirurgia geralmente é recomendada para cálculos biliares. O tratamento do cálculo biliar é simples e minimamente invasivo, e o médico liberará o paciente para casa no primeiro dia após a operação.

Quando ir ao médico

É indicado ir ao médico quando surgirem sintomas que podem durar mais de 1 hora, como:

  • Dor abdominal do lado direito após uma refeição;
  • Febre acima de 38ºC e dor de cabeça;
  • Dor nas costas;
  • Enjoo e vômitos;
  • Pele e olhos amarelados;
  • Diarreia e gases;
  • Perda de apetite;

Contudo, se o paciente apresentar sintomas, o tratamento da vesícula biliar deve ser realizado por um gastroenterologista, o que geralmente envolve o uso de ondas de choque ou terapia da vesícula biliar. Esses métodos ajudam a destruir e dissolver as pedras e remover as pedras através das fezes.

Nos casos mais graves, os pacientes costumam ter doença biliar ou sintomas graves, que podem exigir cirurgia para remover a vesícula biliar e reduzir a chance de cálculos.

Além disso, também é recomendado que os pacientes com colelitíase tenham uma dieta com baixo teor de gordura e evitem comer alimentos fritos, salsichas ou salgadinhos, que podem causar aumento de pedras e desconforto.

Comments

comments

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta