Aprenda a fazer uma compressa de gengibre para acabar com dores e inflamações!

Compressa de gengibre: como fazer e para que serve
Saiba como a medicina oriental pode ajudar a sua saúde a melhorar

Muito comum no oriente, embora pouco usada no ocidente, essa compressa é muito poderosa para a cura de diversas mazelas. Elencando as propriedades do gengibre com as técnicas de aplicação em lugares específicas, a compressa de gengibre consegue resolver diversos problemas do corpo.

Como fazer compressa de gengibre
Antes de conhecer a fundo os benefícios dessa compressa, é importante que se saiba como fazer compressa de gengibre em casa. Para isso, veja a receita abaixo e se surpreenda com o poder que ela exerce para diversas funções.

Componentes

Água: 4 litros de água
Gengibre: 110g ralado ou pouco mais de uma xícara (chá);
Toalha limpa: 1 unidade;
Gaze: 1 unidade;
Cordão: 1 unidade.

Modo de preparo

Coloque o gengibre ralado dentro de uma gaze e o embale com cuidado, formando uma bola;
Quando a água estiver fervendo, coloque a gaze com o gengibre dentro e diminua o fogo;
Deixe de 5 a 7 minutos até que o cheire do gengibre exale e a água fique amarelada;
Durante a fervura, pode apertar a gaze algumas vezes, com uma colher de pau;
Mantenha o fogo ligado na potência mínima, mergulhando a toalha limpa na água;
Retire a toalha e aperte para remover o excesso de água;
Aplique a toalha quente na região que você desejar.
É importante que se tome um cuidado com a temperatura, pois se ela estiver muito quente queimará a pele. Nesse caso, deixe-a esfriando até alcançar uma temperatura agradável para você.

Sempre que a toalha começar a esfriar, coloque-a de novo na água quente. Faça isso até completar cerca de 20 a 30 minutos com a compressa em contato com a pele.

Para que serve e benefícios
compressa de gengibre para que serve
Crédito: Pxhere
Agora que você tem a receita, é hora de saber quais são os benefícios que a compressa de gengibre pode trazer para o seu dia a dia.

  1. Reduz dores musculares
    É comprovado que o gengibre possui óleos essenciais que contribuem na redução da dor, gerando um efeito analgésico. Desse modo, ela possui um efeito muito poderoso para o relaxamento muscular apropriado.

Por isso, seu uso é muito importante no pós treino, sendo bastante recomendado para atletas de alto desempenho. Por aliviar as dores musculares, ele permite uma melhor recuperação física.

Vale ressaltar que seu efeito não é imediato, gerando resultados concretos a partir de 1 dia depois a aplicação. Por isso, não é recomendável que se faça nenhum esforço físico em excesso durante esse período.

  1. Anti-inflamatório
    O gengibre é um excelente anti-inflamatório natural, combatendo inflamações localizadas.

Portanto, é ideal que se coloque a compressa durante um tempo médio de 25 minutos na área inflamada. Esse tratamento serve como uma excelente opção natural para a substituição de anti-inflamatórios químicos.

  1. Reduz a tensão nos ombros
    Para algumas pessoas, a dor nos ombros é recorrente. Essa tensão surge por conta dos estresses do dia a dia ou até pela postura incorreta da coluna e gera uma sensação de cansaço.

Essa compressa, além de aliviar esses sintomas, favorece a inibição da tensão nos ombros. Isso porque o potencial analgésico dela nessa região, gera muito alívio e conforto.

  1. Dor nas costas
    Por ser um excelente anti-inflamatório e analgésico, alivia exponencialmente a dor nas costas. Isso porque consegue eliminar a sensação de desgaste muscular na área, o que gera conforto.
  2. Asma e bronquite
    Esses dois problemas respiratórios estão ligados a problemas inflamatórios, especificamente localizados nas vias aéreas.

Desse modo, a compressa feita com gengibre pode ajudar a diminuir os sintomas da asma e da bronquite, devido ao fato de ela ser rica em óleos anti-inflamatórios naturais.

Cuidados a ter
Vale lembrar que embora essa compressa possua diversos benefícios, ela não pode ser usada por alguns grupos específicos de pessoas. Veja abaixo quem não deve usar:

Pessoas com artrite;
Portadores de pneumonia;
Pessoas com febre;
Bebês.

Além disso, ela não pode ser aplicada diretamente sobre a barriga de gestantes. Isso gerará problemas para o feto. É bom ressaltar que gestantes devem consultar um médico antes de utilizarem essa compressa, mesmo que não seja aplicada na barriga.

Seja o primeiro a comentar

Deixar uma resposta